Categories: Cultura, Trabalho & Estudo

Faculdade de Turismo: Como é o curso e o mercado de trabalho

como é faculdade turismo mercado de trabalho

Oi pessoal, tudo bem? Hoje vou falar do curso de Turismo, se vale a pena ou não e como é o mercado de trabalho. Acho que aqueles que estão se preparando para o vestibular tem muitas dúvidas, então vou esclarecer um pouco sobre a área, contar coisas que eu não sabia tão bem na época que eu prestei vestibular.
Todos pensam que estudando Turismo vão viajar, e não é bem assim que funciona. Você pode até viajar mas trabalhando, o que é bem diferente de quem está apenas passeando. Muitos colegas meus foram descobrir isso apenas durante o curso na faculdade, e ficaram bem decepcionados.

Como é a faculdade: Estuda-se Patrimônio, História do Turismo, Geografia do Turismo, um pouco de Direito, empreendedorismo, gastronomia, hotelaria, planejamento turistico, agenciamento, idioma, algumas matérias  de exatas como estatística e contabilidade, dentre outros. Não é um curso puxado como Direito por exemplo, é de leve, porém pesado é outra coisa, continuem lendo…

Mercado de Trabalho: Quem quer prestar esse curso precisa pensar bastante em relação, porque pesado é a exigência de idiomas. Se você não falar inglês, fica muito restrito o mercado de trabalho, e se falar só inglês como idioma adicional, vai relativamente sofrer para conseguir um bom emprego. Diferente de outras áreas, no Brasil, na área de Turismo há muitas pessoas podendo trabalhar em alguns segmentos sem qualificação (países de primeiro mundo isso não é aceito), mas aqui não é assim, então algumas empresas não valorizam muito o profissional, pagando pouco. Idiomas não é 100% obrigatório, se você for trabalhar em uma secretaria de Turismo por exemplo, não vai precisar tanto de inglês. Vejam uma vaga para trabalhar na área de Turismo, em um cruzeiro:

 

Traduzindo de forma resumida, a empresa Costa Crociere oferece uma vaga de Shore Excursion Staff, para trabalhar com as excursões que são vendidas dentro do navio, e os passageiros passeiam nas cidades do itinerário. Os requerimentos são: “Graduação em Turismo, Línguas modernas ou Comunicação é altamente apreciado. Ter experiência na área de Turismo, bom conhecimento de computação e  Idiomas: Excelente Inglês, uma segunda língua nativa (no nosso caso o Português), e um conhecimento intermediário em uma terceira língua (Espanhol, Francês, Alemão, Italiano, Russo, Japonês e Mandarim)”.E ainda faz questão de salientar que o conhecimento de inglês precisa ser muito bom.

Estão vendo? A empresa exige o diploma da graduação, mas exige mais três idiomas. Se você quiser um emprego bom na área, vai ser assim, de outro jeito só vai sobrar vagas as quais não valorizam muito o profissional, ou ainda se for trabalhar no exterior, não vai conseguir se encaixar no mercado de trabalho. Tem o setor público, mas isso vai exigir passar em um concurso ou ter um cargo comissionado.

O curso vale a pena: Depende, para mim, a minha experiência pessoal, valeu a pena. Eu desenvolvi os idiomas depois de formada, se você quiser traçar um plano assim, não é impossível, já que não foi para mim. Se você estiver trabalhando na área a situação vai exigir de você, eu desenvolvi muito os idiomas em um intervalo de quatro anos, estou rumo ao quarto que é o alemão, vou estudar intensivo na Alemanha, então para mim, claro que valeu a pena. Mas depende, isso é muito pessoal, eu já escutei a seguinte frase de amigos, depois de formados: “Se eu soubesse que era assim, não teria estudado esse curso” pessoas graduadas em Administração, Arquitetura, Direito, Comércio Exterior…ou seja, tudo depende das expectativas pessoais de cada um e como você encara o curso, o mercado de trabalho…

Uma boa dica é fazer o teste vocacional, eu fiz com dezessete anos e o resultado foi: Turismo, Jornalismo ou Arquitetura. Tantos anos depois eu me vejo conectada com tudo isso ainda,turismo, comunicação, idiomas, o gosto por arte, história…mas claro que naquela época não tinha convicção do meu teste vocacional estar correto. Então é isso, ser graduado em Turismo não é pegar o diploma e estar pronto para trabalhar, existem muitas razões o qual o diploma não é suficiente para você começar a trabalhar ganhando bem, mas eu vejo uma situação parecida com quem é formado em Direito, por exemplo, sem OAB a pessoa fica também bem restrita ao mercado de trabalho. É importante quando você escolher um curso, estar ciente disso.

 

É isso pessoal, boa sorte e bons estudos, espero ter ajudado!

Comentários via Facebook

Deixe um comentário